Flipboard: “a primeira revista social do mundo”

Flipboard: o editor é você.

Flipboard: o editor é você.

A Flipboard, uma  empresa de apenas 19 empregados, lançou seu primeiro aplicativo (que leva o mesmo nome da empresa) para iPad em julho e deixou disponível para download gratuito durante 20 minutos. A demanda foi tanta que os servidores do Flipboard não suportaram, e os problemas só foram corrigidos 36 horas depois. O porquê de tanto alvoroço em relação ao aplicativo? O Flipboard transforma o feed de notícias de amigos e páginas favoritas do twitter e do facebook em revista.

Ao invés de clicar nos posts, um a um, e fazer aquela navegação chata em uma interface feia, o Flipboard deixa a navegação mais agradável e interessante como se fosse uma revista: para mudar a página, basta virar. Nas palavras do co fundador e CEO da Flipboard, Mike McCue: “é a primeira revista social do mundo”.

Embora pareça algo simples, é bem mais complexo. Todos que possuírem o Flipboard estarão produzindo uma revista, ou seja, estamos tropeçando em uma forma completamente nova de jornalismo ‘customizado’. Horas depois do aplicativo ter sido lançado, blogs começaram a especular sobre direitos autorais, já que o Flipboard reproduz conteúdo de outros sites quando gera essa ‘revista social’. Mas McCue afirma que o aplicativo só reproduz uma pequena parte dos artigos e depois direciona o leitor para a fonte do conteúdo.

O parceiro de McCue na Flipboard é o ex-engenheiro da Apple, Evan Doll, de 29 anos. Os dois criaram o conceito quando perceberam que navegar no feed de notícias do Twitter era cansativo. Quando a Apple lançou o iPad em janeiro, perceberam que tinham a plataforma perfeita para o conceito e começaram a fazer a programação imediatamente.

Embora a Flipboard não tenha elaborado uma maneira de lucrar, planos não faltam. Um deles é colocar anúncios relacionados aos artigos e daí dividir o lucro com os autores. McCue acredita que o aplicativo pode oferecer anúncios mais baratos e com mais qualidade do que os encontrados pela web. Mas não há pressa para ganhar dinheiro: a empresa acabou de arrecadar US$ 10.5 milhões de investidores. “A primeira coisa que você precisa é criar uma experiência que deixe as pessoas empolgadas e que elas usem muito,” diz McCue. Parece que isso, a Flipboard já conseguiu.

O Flipboard está disponível para download gratuito no site da empresa. Para acessá-lo clique aqui.

Anúncios

Uma resposta para “Flipboard: “a primeira revista social do mundo”

  1. Pingback: Tweets that mention Flipboard: “a primeira revista social do mundo” « SAIBADESIGN -- Topsy.com·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s