A popularização das impressoras 3D

Para alguns profissionais a impressão 3D não é novidade, principalmente aqueles que desempenham atividades ligadas a criação de protótipos.
A impressora 3D não tem nada a ver com as impressoras de papel. Ela cria o objeto sobrepondo uma camada de material – geralmente plástico ou metal – sobre a outra camada. Basta criar uma imagem tridimensional e enviar para a impressora, que ao invés de imprimir com tinta a imagem no papel, cria o objeto físico, que pode sair articulado. Indústrias costumam usar esse tipo de impressão durante o planejamento de um novo produto, antes dele entrar em linha de produção.

Outro emprego da tecnologia é na medicina, onde a impressora é utilizada por alguns médicos para criar próteses personalizadas para os seus clientes; e na indústria automobilística na criação de  carros conceito. Uma impressora 3D custa centenas de milhares de dólares, mas isso vai mudar.

Em breve os mercados norte-americano e europeu vão receber as primeiras impressoras 3D e a mais barata custa em torno de 5 mil dólares. Com a tecnologia mais acessível abre-se a oportunidade para novos negócios, empregos, produtos e softwares.

Diversos softwares que vão de programas de uso livre a interfaces mais elaboradas, como é o caso dos programas criados pela Alibre e Autodesk, permitirão aos designers criar um produto em casa, enviar o arquivo para uma ‘gráfica’ especializada e receber o produto físico por correio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s