Portfólio: quem é você no mercado

Eu jamais apresentei o meu currículo em uma agência ou editora. Nenhum cliente meu quis saber onde eu estudei. E porquê? Porque eles foram com a minha cara? Ou porque meu pai era o dono da empresa? Certamente que não.

O fato é, que não importa onde eu trabalhei e estudei, o que importa é o que eu sou capaz de fazer. Quais soluções visuais e conceitos criativos eu criei.

Para isso é que existe o portfolio, que é a pasta ou arquivo que contém todos os trabalhos do profissional. Na compilação dos trabalhos de um profissional é que vemos seu calibre — seu conhecimento técnico, sua criatividade, seu bom ou mau gosto e assim vai.

Como eu faço isso se estou começando agora?

Os trabalhos fantasia, como são chamados, aqueles que você cria em faculdades para clientes que você mesmo escolhe não são base para determinar se você é bom ou não.

Isso porque é muito mais fácil criar para a Coca-Cola do que para os Pneus Jorjão. E no começo da carreira, ninguém vai te dar uma coca-cola de presente. Já disse: o começo é árduo e tem que querer muito.

A solução pode ser um portfolio “frio” para começar como um assistente ou estagiário em uma pequena agência.

Mas também existem outras soluções. Crie para os conhecidos. Seja cara de pau, e vá atrás dos seus clientes. Vá até aquela pizzaria da esquina que tem uma comunicação visual horrorosa e apresente uma coisa nova. Nem todo mundo vai aceitar suas sugestões, mas é um começo.

Crie projetos próprios que independam de clientes. Valorize o artista que habita em você.

Um passo de cada vez

Bom, agora que você possui uma média de 10 a 20 peças, vá atrás de pequenas agências, produtoras ou escritórios de design. Procure aquelas que você gostou do trabalho e que tem bons clientes. Há milhares delas espalhadas por aí.

Porque ir atrás das pequenas? Eu quero fazer sucesso!

Se você é inexperiente, um lugar pequeno te dá margem para erros, e além disso, você pode entender melhor o processo de criação. Como o lugar funciona, e também pode ascender de posição muito mais rápido.

Os 10 mandamentos de um bom portfólio

1. Reúna todos os seus trabalhos. Classifique eles, dando uma nota de 0 a 10.

2. Pegue os que você deu nota 9 e 10 e esqueça os outros. A primeira peça é a primeira impressão. Se você decepcionar de cara, o diretor de arte ou criação não vai nem se dar ao trabalho de olhar o resto.

3. A ordem 10, 10, 10, 9, 10, 9, 9, 10, 10, 10. Comece ótimo e termine fantástico.

4. A criatividade é valiosa, mas o bom senso não tem preço. O portfólio em si é uma peça, então capriche nele. Mas bom senso: não faça um portfólio que chame mais a atenção do que o trabalho contido nele, não faça formatos esdrúxulos, mensagens cantadas ou coisas do tipo. Tenha consideração por quem recebe sua pasta.

5. Versão online x versão impressa. É válido ter no mínimo uma versão online dos seus trabalhos, mas apresentar uma pasta com eles pode dar uma percepção interessante para quem avalia. Se você trabalha com online ou vídeo, pode usar alguns frames estáticos e descrever brevemente o projeto, mas daí animações, trilhas e o visual serão vistos na versão online. Mas, se você trabalha com mídia impressa, há acabamentos que não serão transmitidos na versão online — cores especiais, verniz, e até mesmo o resultado final da peça impressa. Seja qual for a sua área, procure produzir os dois formatos.

6. Dê os créditos para todos os envolvidos. Se a peça teve um ilustrador, um redator ou arte finalista, coloque os créditos. Não há nada mais queima filme e detestável do que uma pessoa que quer tomar os méritos de outra pessoa. O mundo da criação é um lugar pequeno.

7. Não roube imagens, fontes e ideias alheias. Repito: o mundo da criação é um lugar pequeno.

8. Saiba onde você vai apresentar o portfólio e se possível, pesquise sobre quem vai analisar a sua pasta.

9. Procure usar trabalhos recentes. Trabalhos antigos só devem estar em seu portfólio se tiverem um significado muito especial na sua carreira.

10. Leitura obrigatória: O Manual do Estagiário, de Eugênio Mohallem.

Por Rita Aprile

SAIBADESIGN Escola de Arte, Áudio e Design

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s